orientação para tirar medidas

Oriente-se pela imagem e pela tabela de tamanhos, mas atenção: não aperte a fita, deixe-a justa, mas sem apertar.
A dica para quem for se medir sozinha é ficar em frente a um espelho grande.Vamos as principais medidas:
• Busto: passe a fita métrica por debaixo das axilas, contorne todo tronco, deixe a ponta da fita para frente, tire a medida do ponto mais saliente do busto.
• Abaixo do Busto: Esta medida é a linha de baixo do sutiã.
• Cintura: Passe a fita em volta da cintura no ponto mais estreito. A cintura fica mais ou menos a dois dedos acima do umbigo.
• Quadril: Contorne a fita na parte mais larga dos quadris.
• Altura do vestido: Para saber a altura do vestido, meça da linha abaixo do busto (linha do sutiã) até as pontas dos pés.

Como tirar medidas

Como tirar medidas

Pesquise no blog KZ

23 de jul de 2010

Arroz e Feijão

A dupla dinâmica do prato dos brasileiros, o arroz com feijão tem aparição diária em nossos pratos e é um casamento perfeito.A maioria dos grãos não tem em sua composição o aminoácido lisina, enquanto nas leguminosas falta a metionina. Juntos eles contém os 8 aminoácidos essenciais para o organismo humano.Aqui vamos falar do modo de preparo básico, e algumas dicas para facilitar seu preparo e digestão, mas sempre vale seguir aquele truque que a mãe ou a vó da gente ensinou.

ARROZ
Esse modo de preparo serve para quase todos os grãos.

Porção: cerca de meia xícara por pessoa (se usado como acompanhamento).

Tempo de cozimento: de 30 minutos a 1 hora (dependendo da espécie de arroz, da marca e do tempo de molho).

Qual tipo usar: orgânico, não refinado, integral.

Armazenamento: Recipiente bem fechado, de preferência de vidro (plásticos podem soltar resíduos químicos).


Antes de cozinhar:
Lave em água fria corrente. Isso retirar resíduos indesejáveis e reanima sua energia dormente.
Coloque de molho em água filtrada ou mineral de 1 a 12 horas. Isso retira o ácido pítico e ajuda na digestão.
Refogue numa panela seca (sem óleo ou água) em fogo médio até sentir o aroma. Isso realça o sabor natural, faz os grãos cozinharem por igual, e diminui o sabor residual amargo que porventura possa ter.

Ao cozinhar:
Acrescente os temperos que gosta, como alho, cebola, sal, mas se aventure com novos, como ervas ou algas, ou ainda vegetais, como cenoura e beterraba. Isso adiciona sabor e nutrientes. Refogue todos juntos com o arroz no óleo de sua preferência para prevenir que os grãos grudem. Não deixe dourar, pois isso adiciona um gosto amargo indesejável, e dificulta a digestão. Acrescente água assim que arroz começar a ficar transparente.
Coloque a água para ferver antes de começar o refogado, assim ela estará na temperatura ideal quando precisar acrescentá-la.

A quantidade é de 2 xícaras de água para cada xícara de arroz.
Depois que colocar a água na panela, não mexa mais. Ao mexer, o amido do grão se quebra, e o faz ficar grudento. A excessão é o arroz arbóreo para risotto, pois o prato pede a consistência mais cremosa que o amido proporciona.
Cozinhe sempre em fogo brando, com a panela com tampa semi-aberta, até a água secar.

Após o cozimento:
Teste se o grão está cozido, mordendo um ao meio e conferindo que ele não tem mais uma parte branca por dentro e está todo translúcido. Caso precise de mais tempo de cozimento, acrescente água fervente (cerca ce meia xícara) e cozinhe por mais 5 minutos.
Mexa os grãos com um garfo, ‘afofando’, e deixe-o descansar no vapor da panela por 10 minutos.

FEIJÃO
Esse modo de preparo serve para quase todas as leguminosas secas.

Porção: cerca de meia xícara por pessoa (se usado como acompanhamento).

Tempo de cozimento: de 50 minutos a 1 hora (dependendo da espécie de feijão, da marca e do tempo de molho).

Qual tipo usar: orgânico.

Armazenamento: Recipiente bem fechado, de preferência de vidro (plásticos podem soltar resíduos químicos).


Antes de cozinhar:
Separe algum resíduo ou caroço indesejeavel e lave.
Coloque o feijão de molho em água filtrada ou mineral, o dobro do volume de feijão. Há dois tipo de molho: o tradicional, que é deixar de 8 a 12 horas (de um dia para o outro); e o rápido, que é colocar o feijão com água para ferver por 5 minutos, desligue o fogo, e deixe de molho de 2 a 4 horas (pode ser na hora que você está tomando café da manhã para fazer no almoço). Em ambos os casos, escorra a água, enxágue, e proceda com o cozimento.

Ao cozinhar:
Feijões grandes pedem a proporção de 3 xícaras de água para 1 xícara de feijão. Feijões menores, como lentilhas, 2 para 1. Se quiser mais caldo, acrescente mais água.
Quando a água atingir ponto de fervura, diminua o fogo. Retire a espuma que se formar no centro da panela com uma colher ou escumadeira. Cozinhe com a panela com tampa.
Acrescente folhas de louro, ou sementes de cominho ou erva-doce, ou ainda anis-estrelado para ajudar na digestão. Um pedaço de 2 a 6 cm da alga marinha Kombu ajuda a diminuir a formação de gases.
Só adicione sal ao final do cozimento, ou irá inteferir no tempo de cozimento (o feijão pode ficar duro).

Após o cozimento:
Teste o ponto de cozimento do feijão, pressionando um caroço com a língua contra o céu da boca. Se ele se desfizer, está no ponto. Se ainda resistir, cozinhe por mais 5 minutos, acrescentando água, se necessário.
Tempere o feijão a gosto, refogando com óleo, alho, cebola, purê de vegetais, carnes, bacon.
Congele várias porções para uso diário, cozinhando apenas uma vez por semana, e tempere de modo diferente a cada dia, para adicionar variedade.

* Você também pode usar a panela de pressão, que diminui o tempo de cozimento pela metade. Apenas ajuste a quantidade de água a seu gosto e somente feche a panela após retirar a espuma.

Fontes:- Feeding the Whole Family – Cooking with Whole Foods. Autora: Cynthia Lair.- Integrative Nutrition – Feed your Hunger for Health & Hapiness. Autor: Joshua Rosenthal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o comentário!

Vestidos do KZ Atelier Noivas

KZ Atelier Noivas

KZ Atelier Noivas
kz

Vestidos 15 anos do KZ Atelier Noivas