orientação para tirar medidas

Oriente-se pela imagem e pela tabela de tamanhos, mas atenção: não aperte a fita, deixe-a justa, mas sem apertar.
A dica para quem for se medir sozinha é ficar em frente a um espelho grande.Vamos as principais medidas:
• Busto: passe a fita métrica por debaixo das axilas, contorne todo tronco, deixe a ponta da fita para frente, tire a medida do ponto mais saliente do busto.
• Abaixo do Busto: Esta medida é a linha de baixo do sutiã.
• Cintura: Passe a fita em volta da cintura no ponto mais estreito. A cintura fica mais ou menos a dois dedos acima do umbigo.
• Quadril: Contorne a fita na parte mais larga dos quadris.
• Altura do vestido: Para saber a altura do vestido, meça da linha abaixo do busto (linha do sutiã) até as pontas dos pés.

Como tirar medidas

Como tirar medidas

Pesquise no blog KZ

24 de mai de 2010

dicas para o casamento feliz !

Casamento feliz
Faça com que o amor acorde de cara nova todas as manhãs.
De que adianta viver juntos se os assuntos que interessam ao esposo e a esposa, não são comuns? O próprio fato de um ignorar o que o outro sente ou pensa, define e mede a distância que se abre entre os dois.
Quando há entre esposo e esposa uma ofensa nasce a ira e, como consequência, cerram-se as portas e o outro fecha-se no mutismo, apesar de se quererem bem! Um sabe que o outro sofre e os dois sabem que se amam e desejam sair do atoleiro no qual foram jogados pelo amor próprio. Quando um coração guarda uma afronta, basta que ocorra o mínimo para que surja desconfiança e o amor receba ferimentos.
Quando as iras não se manifestam, tendem a transformar-se em veneno e, sem sentir, convertemo-nos em seres solitários e magoados; parece-nos que estão contra nós e distorcemos as coisas. Interass-nos mais demonstrar que estamos com a razão do que fazer as pazes.
A ira e o mau-humor são um sofrimento que procede de uma ferida, a qual, por sua vez, é consequência de uma ofensa, e tudo isso acaba finalmente em um impulso de vigança. Sua forma mais suave é a irritação; a mais extrema é a ira. Ela levanta facilmente a voz e recorre a ironia, transformando esposo e esposa em pessoas mau-humoradas, tristes, etc. Ua das prioridades absolutas na relação conjugal é expressar mutuamente os sentimentos. Quando esposo e esposa sentem-se feridos, experimentam naturalmente a ira, e um dos dois ofendidos deve se manifestar o mais rapidamente possível, demonstrando que está dolorido, porque se o rancor for guardado no coração, lentamente vai se transofrmando em veneno, que irá destruir o relacionamento dos dois, e com todos que estiverem a seu redor, filhos por exemplo.
Um casal feliz tem que ser a três: homem, mulher e Cristo.
Experimente, todas as vezes que se sentir ofendido, em vez de manipular a ofensa em rancor e o amor em ódio, reze, ore, pergunte: "Se Jesus estivesse em meu lugar, como ele agiria? Com certeza iria olhar com amor e compreensão..."
Se a ira, o mau-humor, a indiferença, o desamor forem reprimidos avançam até o mais profundo do nosso ser, tecendo a fantasia da vingança, não dormimos bem, o funcionamento do aparelho digestivo fica perturbado. Aqui só existe um remédio: o diálogo. Isso irá proorcionar aos dois um grande alívio.
Em uma relação conjugal, os esposos devem ajudar-se mutuamente a superar as desilusões da vida, porque cada um tem o direito de expressar toda a verdade e de ser ouvido e compreendido. Só assim vale a pena aventurar-se no compromisso conjugal para saborear, em comum união, tudo que de grandioso a vida nos proporciona.
Fonte: Livro O casamento feliz. Pe. Ignácio Larrañaga.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o comentário!

Vestidos do KZ Atelier Noivas

KZ Atelier Noivas

KZ Atelier Noivas
kz

Vestidos 15 anos do KZ Atelier Noivas